27
Jan 07

Está muito magrinho!
Gordura não é formosura e, ser magricelas, também não!

As crianças podem apresentar-se nesta idade muito magras. A verdade é que estão numa fase de crescimento rápido e parece que tudo o que comem desaparece sem lhes fazer qualquer proveito.

No entanto, não é verdade, se o seu crescimento é harmonioso se estão saudáveis, correm e brincam alegremente, provavelmente em breve, depois deste “pulo” no crescimento, ficarão mais fortes.

Preocupações de mãe

Todas as mães, ou quase todas, se o seu filho é magrito, desesperam. Especialmente se a criança anda no jardim-infantil e é lá que toma as suas refeições, pensam que a alimentação não é a melhor para a criança, ou que a deixam apenas comer quando quer e o que quer.

Se o seu caso é este: O seu filho está magro e embora seja uma criança saudável, você sabe que ele é um “pisco” a comer e que se não o lembrar das horas das refeições, nunca lhe pede nada para comer, tente melhorar as suas refeições em casa e peça que estejam atentos na escola com o que come.

Pequeno-almoço

Não deixe o seu filho sair de casa sem tomar o pequeno-almoço. Dê-lhe sempre leite. Com cereais, com chocolate ou até mesmo com chá. Os cereais (farinhas flocos ou pão) são uma refeição saudável e nutritiva.

E, se o seu filho se farta depressa de um cereal, com a variedade que hoje existe no mercado, é fácil alternar. Se sair de casa com um razoável pequeno-almoço, as suas preocupações diminuem com certeza.

Merendas

Geralmente as crianças na hora do recreio da manhã, gostam de comer um pequeno lanche. Se o seu filho é preguiçoso para comer, prepare-lhe apenas, um sumo natural, um iogurte bebível, ou até um pequeno snack de chocolate, especial para crianças.

Para a tarde, um pacote de leite ou sumo e um pãozinho de leite com queijo ou fiambre. Quando regressarem a casa, verifique sempre o que ele comeu.

Almoço no refeitório

Embora a maioria das crianças coma no refeitório, a verdade é que a comida da escola mão se compara à que comem em casa. No entanto, a alimentação é em geral apropriada à sua idade e às suas preferências. A massa é dos principais acompanhamentos, bem como a juliana de legumes.

O peixe é dos pratos menos servidos, tanto mais que é também um dos mais detestados pela maioria das crianças. A sopa faz parte integrante de todas as refeições. A sobremesa geralmente varia entre uma peça de fruta e um doce. Todavia a nível calórico e vitamínico, os refeitórios servem refeições de acordo com as necessidades básicas dos alunos.

Os comilões e os piscos

Na hora do almoço as crianças podem ter comportamentos muito diversos. Se os “piscos” esperam uma boa oportunidade para deixarem a comida esquecida no prato, para os mais comilões é a grande oportunidade de comerem mais do que devem.

Assim, podem estabelecer-se os primeiros acordos comerciais. Eu como o teu bife e a tua sobremesa e não conto a ninguém. Os comilões podem assim comer duas ou três sobremesas e... como não há uma vigilante para cada criança, pode ser que o seu filho, tenha a fama de comer tudo, apenas por que o seu parceiro do lado é um “comilão”.

Jantar em casa

Para uma boa alimentação, não interessa que o seu filho coma demasiado, o importante é que se alimente convenientemente. Umas colheres de uma sopa nutritiva, carne ou peixe com legumes e fruta. Antes de dormir um copo de leite morno.

Na dúvida...

E, se você pensa que o seu filho está mesmo demasiado magro, nada como consultar o pediatra e pedir-lhe a sua opinião. Provavelmente ele irá dizer-lhe que o seu filho está bem e se assim não for, recomendar-lhe-á um suplemento vitamínico ou qualquer medicamento para ter mais apetite caso ache necessário

publicado por SoniaGuerreiro às 14:09
tags:

Janeiro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
17
18
19
20

21
22
24
25
26

28
30
31


Email
ainosccguerreiro@sapo.pt
mais sobre mim
Visitas
blogs SAPO