02
Out 07

Sondagem realizada a duas mil mulheres no Reino Unido

Uma sondagem realizada a cerca de duas mil mulheres, no Reino Unido, conclui que o cansaço frequente acompanha 85 por cento das inquiridas com idade média de 35 anos. Diz ainda a pesquisa que este estado de cansaço é permanente em 59 por cento das mulheres.

O estudo, encomendado pela revista “Top Sante” e divulgado pela BBC, aponta o ritmo diário moderno como a causa desse mal estar. A conciliação do afazeres domésticos, educação dos filhos e a ambição profissional estão a fazer com que as mulheres entre os 30 e 40 anos atravessem a «década mais difícil das suas vidas», sugere o estudo.

A análise salienta ainda a alimentação precária e as poucas horas de sono como factores potenciadores do cansaço permanente. Cerca de 75 por cento diz “ter sorte” quando consegue dormir seis horas por noite, enquanto 40 por cento admite dormir sempre menos do que isso.

Quanto ao regime alimentar, 78 por cento das inquiridas confessa não ter tempo para se alimentar de forma adequada, optando pela comida rápida. Das duas mil mulheres consultadas, 56 por cento encontra-se com excesso de peso. Apenas oito por cento admite tomar o pequeno almoço e 81 por cento refere mau humor e falta de concentração durante o dia.

A sondagem demonstrou, no entanto, que as mulheres estão conscientes do mal que estão a fazer a si próprias. Para 92 por cento, dormir mal está a afectar o seu sistema imunológico, 82 por cento diz que sente stress e 65 por cento diz que faz uma dieta desregulada.

In Sapo Saude
Sónia Santos Dias

publicado por SoniaGuerreiro às 10:27
tags:

Outubro 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
11
13

14
16

21
22
23
26
27

28
29


Email
ainosccguerreiro@sapo.pt
mais sobre mim
Visitas
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO