07
Jul 07

Depois de muito esforço, lá conseguimos.

A Gabriela entrou para a Escola Primária e vai para a escola 4.

Embora ela não tenha idade para entrar (sim, porque ela só faz os 6 anos em Janeiro), conseguimos.

O processo foi este:

1º passo - alerta da educadora Dora para a inteligência da Gabriela, e a perda de um ano se ficasse ainda no infantário;

2º passo - falar com pessoas entendidas na matéria ( sim, porque eu neste âmbito, ainda estou muito imatura, quer dizer estava);

3º passo - ninguém, ou quase ninguém em Beja, me esclarece sobre este assunto de entrada de crianças sem a idade obrigatóriaria para a escola primária;

4º passo - envio de emails e telefonemas para a Direcção Regional de Educação do Alentejo e Ministério da Educação, pedir informações e decretos de lei a uma amiga que se chama também Gabriela;

5º passo - com a informação já de que ela podia ingressar mesmo sem ter idade, toca a tratar das coisas, tudo à pressa, porque os prazos estão a acabar;

6º passo - pedi á educadora Dora o relatório sobre a Gabriela e marquei consulta na psicóloga;

7º passo - a educadora entregou-me o relatório e fui com a Gabriela á psicologa;

8º passo - a psicologa entregou-me o relatório;

9º passo - com tudo já em ordem para poder enviar o pedido de autorização de matricula antecipada, mandei tudo para Évora, para a Direcção Regional de Educação;

10º passo - entrei de férias e fui para Monte Gordo, com o coração na mão á espera que a resposta viesse;

11º passo - a resposta veio em meia duzia de dias e claro positiva, embora esteja sujeita a vaga na escola pretendida (nunca pensei que fosse tão rápido);

12º passo - deixei toda a papelada que iria ser necessária para a matricula com o meu sogro para que no caso da autorização vir positiva ele ir entregar á minha prima Antónia e ela efectuar a matricula, ela dá aulas na escola 4, está bem dentro dos assuntos;

13º passo - a Gabriela já está matriculada (e eu ainda na praia, de férias);

14º passo - já sairam as colocações e a Gabriela ficou na escola 4.

 

E assim foi o processo da entrada da Gabriela na escola primária, eu insisti mais com este processo, porque todos os colegas de infantário, há excepção de dois, vão para escola primária, sendo ela mais nova que eles todos, e é tão ou mais inteligente que muitos. Nos teste que fez na psicólga atingiu um percentil de 95. Ela está muito bem preparada.

 

Agora não fala de outra coisa, está muito entusiasmada!

 

Deixo aqui um muito obrigado à educadora e à auxiliar, Dora e Manuela, respectivamente, e também às estagiárias que ao longo dos anos por lá passaram, e claro não podia deixar de agradecer à instituição (Centro Paroquial e Social do Salvador) no seu todo, porque foram todos sempre impecáveis, exerceram todas as suas funções ao máximo e pelo carinho que sempre nutriram pela minha filha, mais uma vez obrigado.

publicado por SoniaGuerreiro às 18:06
tags:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.


Julho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
12
13
14

19
21

25
27
28

29
31


subscrever feeds
Email
ainosccguerreiro@sapo.pt
mais sobre mim
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO